terça-feira, 22 de setembro de 2009

Nascerão flores no canto do meu quarto...

Bendita a Primavera que começa!

A chuva que encerra o inverno, tantas gotas e tanta devoção ao sofrimento - passado!

Boas vindas à vida que brota, ao que é renovado, reciclado.

À alegria que toma conta do meu coração, ecoando a minha sede de felicidade!

Bendito o perfume das flores das meninas.

Lembranças da tia da escola que me pintava de flor nos idos de 88.

Os olhares e o sorriso da paixão leve.

Leve-me, Primavera!

Plena.

Um comentário:

Deize Almeida disse...

mas eu te juro, são flores de uma longa primavera*