sábado, 11 de abril de 2009

e até os erros do teu português ruim...

"que tanto você insite em me ensinar, hem jornalistinha de merda? que tanto você insiste em me ensinar se o pouco que você aprendeu da vida foi comigo, comigo!"
Raduan Nassar, Um copo de Cólera

Eram as minhas frases, as minhas palavras, as minhas pausas: era ele remetendo o meu sentimento para outra, mudando apenas o nome da assinatura.
R diz:
Que vergonha, hein, rapazinho?
V diz:
Acha que eu sou incapas?
R diz:
Não é que eu te ache incapaz de escrever algo, mas se tem uma coisa que tenho é boa memória. Imagine se eu tivesse patenteado as cartas que te enviei. Capaz de já estar rica... ha-ha-ha.
V diz:
desculpe, R

E com essas desculpas, a promessa do final de semana e a ligação nunca feita (que ainda espero!)

Um comentário:

saliharachid disse...

Oi Raquel, não sabia que vc tinha blog. Gostei!!!!

Bjosssss