quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Em todos os lugares



Amar calada, Baby?
Démodé.
Inconcebível.
Grito que ecoa.

Te sinto:
em meu corpo.
em todos os meus poros e sentidos.
Chama acesa.

Chamo o teu nome baixinho antes de dormir:
Para te ter mais perto, te guardar por mais um tempo.
Hoje, amanhã, amanhã e amanhã. Chega?

Súbito e inesperado amor
GRITO
Grande demais para não ser anunciado:

2 comentários:

Marittza disse...

lindo!!
=D
Adorei...
adoros amores declarativos!!!

Lariane disse...

pensamentos!!! bom de++++