domingo, 28 de junho de 2009

Bandolins


Bandolins
(Oswaldo Montenegro)
Como fosse um par que
Nessa valsa triste
Se desenvolvesse
Ao som dos Bandolins...
E como não?
E por que não dizer
Que o mundo respirava mais
Se ela apertava assim...
Seu colo como
Se não fosse um tempo
Em que já fosse impróprio
Se dançar assim
Ela teimou e enfrentou
O mundo
Se rodopiando ao som
Dos bandolins...
Como fosse um lar
Seu corpo a valsa triste
Iluminava e a noite
Caminhava assim
E como um par
O vento e a madrugada
Iluminavam a fada
Do meu botequim...
Valsando como valsa
Uma criança
Que entra na roda
A noite tá no fim
Ela valsando
Só na madrugada
Se julgando amada
Ao som dos Bandolins...

2 comentários:

sumario disse...

Sempre gostei de tocar/cantar essa música. Lembro de osvaldo montenegro nos festivais. boa lembrança menina.
ah, vi que vc gosta de bons filmes. assista(esqueci o nome agora) "a fantastica vide de Amelie Poulin" - Nem lembro se escreve assim. De todo modo é belissimo!

Deize Almeida disse...

na região sem tempo dos sonhos
ela dança assim